A HISTÓRIA DO CLUBE SÍRIO

    logo68

     

     

    Fundação: 25 de Março de 1948

    Fundadores: Lycio Cadar
    Elias Kalil
    Miguel Moisés Neto
    Nagib Auad

    Primeiro Presidente: Lycio Cadar

    Eram promovidas festas na União Síria com intuito de arrecadar recursos para compra de materiais esportivos para as duas modalidades praticadas: vôlei e basquete Maior número de pessoas passavam a participar do clube e após a construção da quadra atrás da União Síria, o Sírio é inscrito na federação de vôlei e basquete.

    O terreno da Pampulha foi conseguido através da Câmara graças ao empenho do Dr. Adelmar Cadar junto aos vereadores José Nacif e Hugo Pinheiro Soares.

    A União Síria e o Esporte Clube Sírio, dirigidos por Minir Sarsur e Fauzi Durzi, respectivamente se uniram e viabilizaram a construção da nova sede do Clube.

    A HISTORIA DO CLUBE SÍRIO

    O Esporte Clube Sírio se originou quase que pôr acaso, de uma brincadeira. Todos inclusive os jovens, se lembram ou já ouviram falar da antiga e saudosa União Síria Brasileira que tinha uma bela sede social na Av. Augusto de Lima onde aconteciam, além dos grandes bailes da nossa colônia, os encontros quase que diários daqueles que a construíram.
    Na sede, esta geração se encontrava sempre em rodadas animadas de jogos, os mais diversos, bem como para papos e recordações da terra distante.
    Pôr volta de 1947, tomados de preocupação de trazer para sede do clube a nova geração que caminhava para a idade adulta, os então dirigentes da União Síria resolveram criar nova diretoria para serem preenchidas pelos “garotos” da colônia. Falamos de Hélio Salum, Miguel Moisés, Lycio Cadar, Milton Machado, Elias Kalil, Edson Razuk, Jorge Cadar, entre outros.
    A idéia tinha bom propósito, mas como dar cargos a todos em um clube que se limitava a possuir uma sede social no barro preto? E pôr um sopro da sorte ou do destino, exatamente a falta de cargos para a garotada foi a razão da criação do Esporte Clube Sírio.
    Na distribuição das tarefas para a nova geração, dois deles foram as maiores vítimas das brincadeiras dos “primos”. Primeiro o hoje médico Moisés Miguel, o Zizinho, recebeu a cargo de bibliotecário, o que não seria nada demais se na União Síria existisse uma biblioteca. Porém, u detalhe é que lá não havia um livro sequer. A segunda vítima foi o Elias Kalil, que fora designado “Diretor de Esportes” num clube onde não existia esporte e nem lugar para praticá-lo. Pois bem, nesta distribuição de diretorias nasceria o Esporte Clube Sírio, pois sendo ele maior vítima de todos os tipos de brincadeiras, Elias respondia a “turma”, como eles próprios se referiam ao grupo, que brevemente partiria para a criação do departamento de Esportes. E a “turma” partiu para realizar este sonho. Através de um Livro de Ouro foram então, em busca do dinheiro para a compra do material esportivo e outros gastos que se fariam necessários. Procuraram, inicialmente, os comerciantes mais prósperos da colônia, Sr. Moisés Elias, os irmãos Felício e Antonio Moisés, que generosamente abriram com somas importantes o Livro de Ouro estes foram imediatamente seguidos pôr quase todos da colônia.
    Assim, de uma brincadeira, um idéia, muito trabalho e muita generosidade de todos, nascia o Esporte Clube Sírio em 25 de março de 1948.

    © 2017- Esporte Clube Sírio Belo Horizonte